top of page
  • Foto do escritorAna

A história do Halloween



Você sabe de onde surgiu a tradição de ir de porta em porta pedindo doces, enfeitar casas com itens assustadores e usar fantasias?



Começou bem diferente de como é a nossa tradição atual. Ela foi iniciada no Reino Unido há 3 mil anos atrás com o festival de Samhain do povo Celta. Eles acreditavam em vários deuses relacionados à natureza e animais, forças divinas e sobrenaturais.


O Samhain tinha a duração de 3 dias, começando no dia 31 de Outubro, homenageando o seu Rei dos Mortos, comemorando o fim do verão e a passagem de ano celta que acontecia dia 1 de Novembro.


Entre as maiores marcas do festival estavam as fogueiras e celebravam a abundância de comida após a época de colheita. O povo Celta acreditava que no dia 31 de Outubro os mortos se levantavam e tomavam conta de corpos vivos, e esse foi um dos motivos para que as pessoas começassem a se fantasiar, para se parecer mais com os mortos. Muitas pessoas nessas festas utilizavam itens sombrios, com o intuito principal de se defender dos espíritos que eles acreditavam que vagavam entre eles.



Na Idade Média, em meados do século VIII, o Papa Gregório III mudou a data do Dia de Todos os Santos de 13 de maio - a data do festival romano dos mortos - para dia 01 de Novembro, com o intuito de tentar “cristianizar” o Samhain. Assim, as celebrações acabaram se unindo e as tradições se misturando, fazendo com que começassem a se tornar mais popular no mundo inteiro.


O termo Halloween deriva de “All Hallows ‘Eve”. “Hallow” significa “santo”, e “eve” significa “véspera”. Até o século XVI, termo designava a noite anterior ao Dia de Todos os Santos.


O Halloween que conhecemos hoje começou a acontecer entre 1500 e 1800. As fogueiras se tornaram ainda mais populares. Celebravam o fim da colheita no Samhain, usadas como símbolo do rumo a ser seguido pelas almas cristãs no purgatório ou para repelir bruxaria e a peste-negra.


Em 1845, no período conhecido na Irlanda como a “Grande Fome”, 1 milhão de pessoas foram forçadas a imigrar para os Estados Unidos, levando junto a sua história e tradições. E as primeiras referências ao Halloween começaram a aparecer na América pouco depois disso.


No início, as tradições do Halloween nos Estados Unidos uniam brincadeiras comuns no Reino Unido rural com rituais de colheita americanos.


Foi na América que a abóbora passou a ser sinônimo de Halloween, tornando as cores do Halloween laranja pelas abóboras e preto. No Reino Unido, o legume mais esculpido era um tipo de nabo.



Foi nos Estados Unidos, em 1920, que surgiu a tradição moderna de “doces ou travessuras”. Atualizando as brincadeiras medievais que utilizavam repolhos no lugar de doces.


Hoje, o Halloween é o maior feriado não-cristão dos Estados Unidos. Ele movimenta 7 bilhões de dólares somente com fantasias, festas, doces e tudo que envolve o feriado.


Atualmente, a data tem diferentes finalidades, celebra os mortos ou a época de colheita e marca o fim do verão no hemisfério norte. E vem ganhando novas formas e dado a oportunidade para que adultos brinquem com seus medos e fantasias de uma forma socialmente aceitável.


O festival une religião, natureza, morte e romance.



Por aqui, está rolando um hiper sorteio em parceria com a minha amiga Zebra de kits de Be Bold e Mildliners temáticos do Halloween. Já está participando? Então vai dar uma olhada no post oficial no nosso perfil no Instagram para saber as regrinhas e boa sorte!


E também estamos disponibilizando uma cartela de adesivos Halloween Edition para dowload para já entrar no clima do nosso sorteio.



54 visualizações0 comentário

Comments


CADASTRE SEU E-MAIL

Cadastre seu e-mail e fique por dentro

de todos os lançamentos e dicas de estudos!

Obrigada!

Quem somos

Produtos
Onde encontrar
SA
C

FAQ

Política de Privacidade
 

NOS SIGA NAS REDES SOCIAIS
  • instagram
  • youtube (3)
  • tiktok (2)
bottom of page